Home > Notícias

Município retoma obras de saneamento básico

Nesta segunda-feira (06) o prefeito Frederico Marques se reuniu com os engenheiros civis Danilo Elias e Edgar Brás da Albenge Engenharia, construtora que está realizando as obras de Saneamento Básico no município. A primeira etapa foi realizada no ano passado em que foram investidos R$: 1,1 milhão com a conclusão das redes de esgoto, dutos e postos de visita; e o motivo da reunião de hoje foi definir essa nova etapa, que tem a previsão de início neste próximo dia 20/02 com a construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), orçada em R$ 3 milhões.

 

Segundo o prefeito Frederico Marques, deste total estimado para a realização da nova etapa de costrução da ETE no município, está disponível em conta o valor de R$ 1,1 milhão, fruto de um convênio entre o governo municipal e federal, por meio da Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

 

Conforme o prefeito, estas obras serão de importante relevância para o desenvolvimento do município e a elevação da qualidade de seus moradores. "Além de ser uma questão de saúde pública, essas obras trazem ao município emprego, renda e contribui para o aquecimento da nossa economia, pois contrataremos mão-de-obra local, e esse dinheiro retornará ao comércio, logo a prefeitura também será beneficiada, pois iremos arrecadar mais impostos que voltarão ao contribuinte por meio de outras obras e ações".

 

Ainda sobre o quesito "Saúde Pública", Frederico relembrou a Campanha da Fraternidade promovida pela igreja católica no ano passado, em que o tema abordado foi “Casa comum, nossa responsabilidade”. "A questão do saneamento básico é algo primordial para um município que deseja pleitear o desenvolvimento econômico, social e ambiental. Para falar sobre a importância desse temo vou me valer da fala do Papa Francisco na Campanha da Fraternidade onde disse que o acesso à água potável e ao saneamento básico é condição necessária para a superação da injustiça social, para a erradicação da pobreza e da fome, para a superação dos altos índices de mortalidade infantil e de doenças evitáveis, e para a sustentabilidade ambiental".